Seguidores

terça-feira, 31 de março de 2015

Tentando Criar

Ainda estou com tendinite no ombro, então estou pegando leve no artesanato. Já tomei remédio e estou fazendo fisioterapia. Enfim, tentando ficar boa!

Comecei um novo projetinho, vamos ver no que vai dar!

Motivo de crochet, fácil e rápido

Achei esse motivo impresso no meio dos meus guardados e fiquei com vontade de tentar. 
Não lembro de que site  imprimi, mas se alguém acha que é seu é só avisar que eu coloco o link.

Motivo de crochet, fácil e rápido
Motivo clássico
Confesso que estava com vontade de fazer tricô, mas meu ombro está sendo poupado.
Enquanto isso, vou me distraindo com o crochê.


domingo, 22 de março de 2015

Necessaire Chevron e uma Super dica

bolsinha de crochet em ponto baixo e cores

Precisava de duas bolsinhas uma para pendrives; fones; cabos; baton e outra  para meu Smartphone. No meu trabalho não gosto de ficar mexendo muito na minha bolsa, então essas necessaires são muito úteis porque ficam sempre a mão com as coisinhas que preciso no dia a dia.

Queria trabalhar com cores e resolvi fazer com o padrão CHEVRON ou Zigue-zague. É um padrão muito comum nos blogs de artesanato. Um clássico! 

bolsinha de crochet em ponto baixo e cores

Comecei calculando como ficaria o padrão com as cores que escolhi. Para isso utilizei meu caderno quadriculado e lápis de cor.

Gostei do resultado!
Então, parti para ação!

Trabalhei em ponto baixo de forma circular com a linha amarela. Quando  o círculo alcançou 73 pontos, comecei a  trabalhar com as cores do gráfico. Usei linha Cléa (duplo) e Anne.
Depois foi só seguir o esquema em ponto baixo tomando o cuidado com as trocar de cores.
Confesso que é meio chato ficar trocando de cor toda hora. O progresso do trabalho é mais lento.
A técnica que usei para fazer as trocas de linhas foi a de fazer o ponto baixo por cima das linhas que estão a espera.

bolsinha de crochet em ponto baixo e cores

A segunda bolsinha preferi fazer toda em 1 carreira em ponto baixo  e a outra carreira fiz 2 pontos baixos e um ponto baixo pegando na carreira debaixo. Mais rápido. 


Resolvi forrar com malha porque queria aprender uma técnica de costurar malha com máquina de costura comum que vi no Super Ziper, da Claudia e da Andréa.

Eu tenho um bom corte de malha amarela em casa. Acho até que escolhi as cores das bolsinhas para ter a oportunidade de usar estas dicas preciosas.
Tenho que dizer, sim,  dá para costurar malhas com máquina de costura comum. A dica do Super Ziper é muito boa, Utilizei a agulha indicada e aproveitei também o comentário da Alessandra  Masso que usa linha de overloque na bobina.
E olha que minha máquina é bem antiguinha: é uma Singer Prêt-à-Porter. O nome pode até ser chic, mas ela, coitadinha, só faz costura reta e zigue-zague.

*******


Usei a técnica nessa blusa da Isabela que estava larga debaixo do braço. Como eu estava louca de vontade de ver se daria certo, usei a linha de overloque branca (só tinha em casa branca ou preta), a linha de costura comum usei cinza. Amanhã compro a linha de overloque cinza e substituo.
Deu muito certo, também! Dá para fazer pequenos consertos em malhas com máquina de costura comum!

quinta-feira, 19 de março de 2015

19 de março - Dia do Artesão


Usei imagens de blogs na colagem. Abaixo os links de cada imagem 

Meu agradecimento à todas as blogueiras que compartilham suas artes e conhecimentos. E o melhor jeito de agradecer é divulgando os seus trabalhos.

Como não dá para colocar todos os blogs aqui, escolhi algumas artesãs que fazem parte do meu aprendizado:




Feliz Dia do Artesão!!!

domingo, 15 de março de 2015

Novidades da Decoração, Novidades?


Decoração em tricô, patchwork e crochê

Ontem vi no Jornal Hoje uma matéria sobre duas feiras de Design e Decoração que estão acontecendo em São Paulo.
Coloquei o link da página do JH aqui porque no segundo vídeo tem uma parte mostrando algumas tendências, entre elas a utilização do tricô, crochê e patchwork na decoração. Sei que não é nenhuma grande novidade para quem frequenta blogs e o Pinterest, mas é bem bacana ver a valorização do artesanato em ambientes criados por Arquitetos e Designers.

Dá uma olhadinha no link abaixo e veja o segundo vídeo:

sexta-feira, 13 de março de 2015

Eu fui!!!!

Relutei um pouco em fazer essa postagem, mas resolvi mostrar um pouco de mim.

Em dezembro realizei um sonho que tinha deixado adormecido, hibernando dentro de mim: Fui a Europa! 
Planejei durante alguns meses junto com minhas filhas e realizei, apesar da cotação do Euro ter subido muito em relação ao Real.
Lívia já tinha ido a Europa e fez todo o roteiro e planejamento da viagem. Ela é muito boa nisso! Fez render cada euro que possuíamos, planejou a compra de passes para transporte, passes de Museus, melhores lugares, onde ficar, onde comer. Enfim, otimizou o nosso tempo e dinheiro. Falei para ela que ela deveria ter um blog de dicas de viagem. Fiquei surpresa de ver como mesmo no metrô de Paris ela conseguia entender aquela quantidade enorme de linhas conectadas.
E eu e Isabela escolhemos as três cidades que visitamos: Paris, Berlim e Barcelona.

PARIS

Ficamos 6 dias em Paris!

Viagem a Paris, França

Viagem a Paris, França

Viagem a Paris, França

Viagem a Paris, França

Viagem a Paris, França

Amamos Paris, era tudo que nós esperávamos e muito mais. Pessoas lindas, elegantes, educadas, tudo funciona perfeitamente bem. Paris respira história, não tem como não se apaixonar!
E sabe aquilo que todo mundo fala sobre os franceses? Que não gostem de falar em inglês? Não é verdade! Nas poucas vezes que solicitamos ajuda, sempre fomos muito bem tratadas. Mais que isso, perguntavam se preferíamos falar inglês ou espanhol. Só que os franceses não são como os brasileiros que ficam puxando conversa e viram BFF. Não, isso não acontece lá; eles respondem educadamente exatamente o que você perguntou e ponto final. Com toda a classe e educação!
Fomos a muitos Museus, Igrejas, Monumentos, Montmartre (Amamos!!!), Bastille, Versailles, Disney Paris. Enfim, sonho!
Selecionar algumas fotos foi uma tarefa muito difícil! São mais de 1000 fotos só de Paris.
Ficamos hospedadas no Hotel Ibis Paris Porte d'Orléans. Recomendo! 

BERLIN

Outra cidade Fantástica!
É mais descontraida.
Mas que frio!
Nevou! Neve é linda! Mas como é complicado conviver! Para turista, não! Para turista tudo é festa! Para quem vive lá pareceu ser complicado.

Mas a primeira coisa que eu gostaria de mostrar foi uma grande surpresa para mim.
Fomos ao Anne Frank Zentrum.  E olha só o que estava lá emprestado:

Viagem a Berlim, Alemanha

O Diário de Anne Frank!

Foi muito bacana que vê-lo ao vivo. Eu tenho uma edição dele desde a minha adolescência. Também foi o primeiro livro que dei a Lívia e a Isabela quando elas começaram a ler livro que não os infantis. E para mim isso foi perfeito! Uma grande surpresa, nós não sabíamos que ele estaria em Berlim.
Pensávamos ele estava em Amsterdam, no Anexo.
Viagem a Berlim, Alemanha
Berlim, diversos lugares

Viagem a Berlim, Alemanha
Campo de Sachsenhausen é afastado do Centro de Berlim, fomos de trem até lá. Muito frio, em todos os sentidos da palavra!

Em Berlim fomos a vários Museus, Monumentos, Memorial Soviético, Portão de Brandeburgo, ao antigo campo de Concentração Sachsenhausen, Jewish Museum, Berlim Wall Memorial, etc... Também foi outra cidade que visitamos tudo que desejávamos.
Em Berlim, eu e a  Bela sofremos um pouco por causa do frio, gostaria de voltar a Berlim, mas não no inverno. Para poder aproveitar melhor o lugar que também é lindo.
Em Berlim ficamos hospedadas no ONE80° Hostel Berlin Mitte - Alexanderplatz. Um Hostel muito moderno. Super bem localizado, quase não precisávamos de transporte, fazíamos muitos trajetos a pé. Alugamos um quarto com quatro camas, apesar de estarmos em três pessoas. Preferimos assim! Recomendo!


BARCELONA

Saímos da neve de Berlim direto para o Sol de Barcelona. Mas isso não quer dizer calor. Tinha um sol reconfortante, mas a temperatura era em média 14º C.
Em Barcelona, comecei a entender os blogs europeus: já perceberam como as blogueiras europeias ficam eufóricas quando aparece um solzinho de nada? Agora entendi!!!!! E concordo, rsrsrs!!!

Barcelona foi a cidade que ficamos menos tempo, só quatro dias. Uma pena, precisávamos, no mínimo, de mais uns 2 dias. Triste!!!!!
Barcelona foi uma sugestão da Lívia, que é Arquiteta. Mas agradou demais a nós três.

E Gaudi, um fofo!
 Fui ao Park Güell e vi o documentário sobre a vida dele. Fiquei encantada.
Em Paris, amei a arquitetura. As Igrejas eram lindas e históricas, pensei que não existisse Igreja mais bonita que as parisienses. Durou muito pouco essa minha opinião. Durou até eu entrar na Sagrada Família. Mas não quero comparar, são arquiteturas distintas. As Igrejas da Paris são maravilhosas, antigas, históricas.
Mas, o que é aquilo??????? E nem está pronta! Imagina quando terminar!
É um show de cores!!!!!
As fotos estão bonitas, mas nada supera a beleza ao vivo.

Viagem a Barcelona, Espanha

Dá uma olhadinha AQUI neste site

Pak Güell, Gaudi

Viagem a Barcelona, Espanha

Agora uma miscelânea de Barcelona.
Mas queria só acrescentar que amei LA BOQUERIA, outro lugar que fiquei louca! E o Bairro Gótico, também.

Viagem a Barcelona, Espanha

Confesso que saí de Barcelona querendo mais, muito mais...

Chegamos no Rio de Janeiro 2 dias antes do atentado à revista francesa Charlie Hebdo. O que foi uma sorte! Não gostaria de estar na Europa depois do atentado.

Espero que vocês tenham gostado!
Porque eu, AMEI!

sábado, 7 de março de 2015

Cachecol Miniature Leaf Lace

Adoro fazer tricô!
Cachecol em Tricô - ponto de tricô Miniature Leaf Lace - Fio Patons Dew

Estou muito feliz com os trabalhinhos de tricô que tenho feito. É muito bom que as coisas estão dando certo. Porque toda tricoteira sabe que quando se começa um trabalho em tricô a coisa mais comum é desmanchar e recomeçar. Esse cachecol eu tive que recomeçar várias vezes. Não por culpa do ponto ou do número de malhas, mas por falta de concentração. O problema é que eu me desconcentrava e errava feio o ponto. Apesar do ponto ser repetitivo e super fácil de fazer.

O fio que usei foi o Fio Patons Dew que gosto muito. Tinha só três novelinhos em casa. Já usei esse fio antes e postei AQUI e AQUI. É um fio bonito e macio. A composição: 36% seda,  23% algodão, 23% acrílico, 18% viscose. Cada novelinho tem 80 metros que é o único defeito, na minha modesta opinião. Gosto de novelos grandes para um número  menor de emendas.
Comprei recentemente mais quatro num bonito matizado azul. 

Cachecol em Tricô - ponto de tricô Miniature Leaf Lace - Fio Patons Dew

Montei 50 malhas nas agulhas. E escolhi o pontinho vendo  ESTE  vídeo do Youtube.

Cachecol em Tricô - ponto de tricô Miniature Leaf Lace - Fio Patons Dew

Segui fazendo o ponto até terminar os três novelinhos que possuía.

Depois de pronto lavei para blocar porque ele estava enrolando um pouco.

Meu cachecol depois de pronto mede aproximadamente 30 x  130 cm. Eu gostaria que ele fosse mais comprido, gosto de cachecóis com pelo menos 150 cm de comprimento porque dá mais opções de amarrar. Da próxima vez precisarei de 4 novelinhos.

***

Agora vou ter que ir mais devagar com o tricô porque estou com uma dorzinha chata no ombro esquerdo (sou canhota), mas já tenho um trabalhinho em crochê em andamento.


quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Gola Ponto Arroz Duplo

Fiz para combinar com o Gorro da postagem anterior.

Gola de tricô em ponto Arroz Duplo - Fio Acalanto


Nada de mais, 116 malhas nas agulhas circulares de 4,5 mm, trabalhei com ponto Arroz duplo (o mesmo do Gorro Mossing Around, postado AQUI). Usei um novelo inteiro de fio Acalanto, da Cisne.

Gola de tricô em ponto Arroz Duplo - Fio Acalanto

Gostei da Gola, mas da próxima vez que eu fizer vou aumentar o número de malhas iniciais. Talvez 126 malhas. Ficou um pouco justo, mas não muito.

Gola de tricô em ponto Arroz Duplo - Fio Acalanto
Detalhe do Ponto Arroz Duplo

Editado em 20/02/2015
Pesquisei no youtube um vídeo que mostrar o Ponto Arroz Duplo em português para as iniciantes. É
uma vídeo aula da Gabriela Menezes que explica bem direitinho o ponto. É só clicar AQUI.


quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Improvisando a Fantasia

Na semana passada a Isabela (filha) me falou que precisava arrumar uma fantasia para ir a uma Festa de Carnaval no sábado, dia 07. Mesmo tão próximo ao Carnaval não conseguimos arrumar uma fantasia de adulto pronta para comprar. Quer dizer, até achei, aquelas do tipo super sexy, mas que não faz o estilo dela.
Então depois de muito drama decidimos que eu iria tentar improvisar uma fantasia. E Isabela resolveu, diante da minha limitadíssima habilidade de costureira, que iria se fantasiar de NOIVA.
Na sexta-feira, véspera da festa, depois do trabalho passei e algumas lojas para comprar o material para customizar a roupa.
Customizando a fantasia - Noiva
Foto tirada por celular
Comecei a fazer o véu: procurei na Net alguma ideia e encontrei este PAP muito fácil. Só que ao invés de duas camadas coloquei três porque a Bela queria mais comprido e mais volumoso. Franzi conforme o PAP, colei com cola quente, mas costurei depois, numa presilha, não confio em cola quente. Depois para fazer o acabamento colei com cola quente umas rosinhas feitas com fitas brancas.
Customizando a fantasia - Noiva
Fiz o véu com a intenção que ele deveria ficar o alto da cabeça, mas a Bela gostou mais para trás

O vestido de renda comprei pronto (graças a Deus está na moda roupa branca), e ele ficou ótimo nela.

Customizando a fantasia - Noiva

 Mas como é para ser fantasia, resolvi dar uma inventada nele também. Então, a saia tem 3 camadas eu dei uma enfeitadinha na primeira camadas com as mesmas rosinhas que sobraram do véu.

Customizando a fantasia - Noiva

Depois fiz uma espécie de anágua com várias camadas de tule liso e com gotas de orvalho usei elástico para segurar na cintura.A intenção era dar um volumesinho e parecer mesmo com um vestido de noiva. Sabe aquele clichê? Branco, renda, tule e buquê = NOIVA.

Customizando a fantasia - Noiva

Comprei na lojinha chinesa um buquê de Rosas. Enfeitei com uma sainha de tule e depois de um laço de fitas de cetim branca.


Customizando a fantasia - Noiva


No mais, a Isabela comprou meia calça arrastão, um par de luvas, e pronto a Fantasia estava pronta. 
O toque final ficou por conta das botas roxas que a Isabela insistiu em usar. A noiva era uma noiva meio roqueira.
Sei que não está bem costurado, mas depois que ela se arrumou, ficou muito fofo. Se eu tivesse tido mais tempo poderia pregar uns paetês e brilhos, mas o tempo foi pequeno para a execução. Mas mesmo assim resolvi postar como inspiração. Sempre tem alguém com um vestidinho branco do reveillon encalhado precisando de uma ideia para cair na Folia.

Ano que vem já até avisei a Isabela: "o mesmo vestidinho de renda vai virar uma baiana estilizada com muita chita colorida." Ela riu e gostou da ideia.

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Mossing Around, DROPS Design

Mais um gorro!
Gorro em tricô Mossing Around, DROPS Design - fio Acalanto

Amei fazer esse, também!
 Facílimo, a maior parte feito de Ponto Arroz Duplo, muito gostoso de tricotar.
Ficou um charme!
 Ele é um Gorro Desleixo (modelo que fica meio frouxo, caído na parte de trás da cabeça).

Gorro em tricô Mossing Around, DROPS Design - fio Acalanto
O acabamento é feito em cordões de tricô
A receita original do gorro está AQUI Drops Desing. Eu já conhecia o site, mas nunca havia reparado a opção de traduzir a receita, não só para o português como para outras línguas também. O Mossing Around, por exemplo, foi traduzido em 18 línguas diferentes. E embora a tradução seja feita em português de Portugal no próprio site explica as diferenças entre termos usados no Brasil e em Portugal. Muito Bacana! Sem contar a quantidade enorme de peças lindas que eles tem disponíveis e todos os padrões são FREE.  Dá só uma olhadinha no site AQUI.  Difícil é decidir qual a peça mais linda!
Aplausos ao site   
Usei fio Acalanto, da Cisne e agulhas circulares 4,5 mm, trabalhei com 88 pontos.

Gorro em tricô Mossing Around, DROPS Design - fio Acalanto

Fiz uma modificação na receita original, acrescentei 15 carreiras em ponto meia para fazer um reforço e aquecer melhor as orelhas, sem interferir na aparência do gorro.

Gorro em tricô Mossing Around, DROPS Design - fio Acalanto

Segui a receita conforme ela se apresentava. E tudo correu muito bem porque a receita estava traduzida e eu não precisei sofrer com o meu inglês medíocre.

Depois de todo tricotado só precisei costurar a dobra da borda que inventei.
Usei menos de um novelo de Acalanto e como ainda tenho dois novelos guardados da mesma cor já comecei a tecer uma gola também em Ponto Arroz Duplo. Assim que terminar posto aqui no Blog.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Gorro Wurm

Gorro em tricô - Wurm, Katharina Nopp - Padrão livre Ravelry - Fio Acalanto
Pedi a Isabela tirar uma foto usando o Wurm
Sei que já falei isso antes, mas
estou amando as agulhas circulares, o acabamento é perfeito!
Sempre tive preguiça de costurar os meus trabalhos. Agora não quero outra coisa!
E já que estou nessa empolgação, aproveitei para fazer um Gorro fofo que namorava no Ravelry. 
É o Wurm, da  Katharina Nopp. Padrão Livre!
Gorro em tricô - Wurm, Katharina Nopp - Padrão livre Ravelry - Fio Acalanto

Muito simples e fácil de fazer! Usei agulhas circulares 3,5 e 4mm, fio Acalanto, Cisne.

Olha o marcador de pontos que fiz numa postagem anterior 

Gorro em tricô - Wurm, Katharina Nopp - Padrão livre Ravelry - Fio Acalanto
Fiz uma alteração na receita original: aumentei o número de carreiras na barra (fiz 17 carreiras em meia + 1 carr. em tricô + 17 carr. em meia) para ela ficar mais larga. Queria que a barra cobrisse bem as orelhas de quem usasse porque quando nós estamos em Berlim percebi que minha filha Lívia ficava com as orelhas muito geladas e vermelhas mesmo com gorro. Por isso achei o Wurm ótimo, a barra é dobrada e seguindo a receita original ela fica muito firme, aquecendo bem as orelhas.

Gorro em tricô - Wurm, Katharina Nopp - Padrão livre Ravelry - Fio Acalanto
Detalhe da barra dobrada

Adorei o gorro! Ficou um graça na cabeça! O tamanho ficou perfeito.

O Wurm foi um achado maravilhoso!
Pretendo fazer outro gorro aproveitando esse tipo de barra porque na minha opinião ela fica mais firme que a sanfona que usamos tradicionalmente.

Gorro em tricô - Wurm, Katharina Nopp - Padrão livre Ravelry - Fio Acalanto
De costas, também é lindo
Reeditado em 06/02/2015 para a inclusão de duas fotos.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Comprinhas

Não resisto ao Bazar Horizonte!


Estava mexendo no meu estoque de fios antigos, dá só uma olhada no que encontrei:


Fio Exuberance, da Círculo. Não é que tivesse me esquecido que tinha, mas como o saquinho foi ficando velho eu não percebia como era macio e gostoso trabalhar com ele. A foto não faz jus a beleza da tonalidade do azul. Achei 6 novelos inteirinhos.
Oba!!!!

sábado, 31 de janeiro de 2015

Gola Preta Multicolorida

Eu gosto muito de fazer gorro, mas não gosto de usá-los. No final do ano fiz uma viagem com minhas filhas a Europa. Estava muito frio lá e em alguns lugares chegou a nevar. Precisei em alguns momentos usar gorro, mas não gostei nada. Fiquei observando como os nativos faziam. Percebi que a maioria usava algum tipo de chapéu na cabeça, mas algumas mulheres usavam golas largas que podiam cobrir também a cabeças. Claro que já tinha visto no Ravelry e no Pinterest várias delas, só não tinha certeza se eram "usáveis". Assim que voltei fiquei muito entusiasmada em fazer uma para mim.


Usei o fio Flowers, da Linea Italia e agulha circular de 5mm.

Como o fio já tem muita informação visual, prefiro fazer pontos bem simples. Então, montei 150 malhas nas agulhas, fiz 6 carreiras em cordão de tricô.
Depois continuei assim:
1ª a 10ª carreira: em meia.
11ª carreira: *2 pt em meia juntos, laçada*
Fui repetindo 1ª a 11ª carreiras até ficar na  altura desejada
Terminei com 6 carreiras de cordão de tricô.

Amei usar agulhas circulares!
Depois que assisti o vídeo da Clara Quintela minha vida mudou, rsrsrs. As circulares são o MÁXIMO!
Não é que eu nunca tivesse tentado usá-las, mas não foi uma experiência boa, eu essa minha mania de ser autodidata! Deu tudo errado! Por isso recomendo aprender com quem sabe, vendo o vídeo AQUI.


Minha gola depois de pronta e bloqueada mede 1 metro de diâmetro e 39 cm de altura. Ela dá duas voltas em torno do pescoço e em caso de necessidade é só levantar a parte de trás e cobrir a cabeça. Ficou com um caimento ótimo, bem gostosa de usar!

Adorei o fio e as cores alegres no fundo preto. Para fazer a gola usei quase 2 novelos.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Capas para Kindle

Comprei um Kindle para mim!

Capa de crochê para Kindle

Fiz uma capinha fofa para ele com um ponto de crochê lindo que encontrei AQUI 
junto com outros pontos tão lindos que foi até difícil de escolher!

Capa de crochê para Kindle
O ponto é muito fácil de fazer e o efeito visual é incrível. 
Queria usar cores escuras, mas tava difícil de escolher, mas aí lembrei do meu querido FLAMENGO e aí foi fácil: PRETO e VERMELHO. Tudo bem que na época que fiz a capinha o Flamengo era lanterna do campeonato. Faz parte do jogo: Ganhar e Perder!

Detalhe do ponto:

Capa de crochê para Kindle

Não disse que era fácil? Todo feito em ponto baixo.

Capa de crochê para Kindle

Fiz um retângulo, igual as Capinhas da Lívia e da Isabela, postadas no blog anteriormente.

Capa de crochê para Kindle

Dessa vez, forrei com feltro que ajuda a proteger Kindle. 
Dá para ver o detalhe  do forro em feltro nessa outra Capa que fiz na mesma época, para dar de presente.

Capa de crochê para Kindle

Fiz uma faixa em ponto baixo e costurei na lateral para fechar. Fiz o Ponto caranguejo para unir as partes. 
E pronto!
Duas Capinhas para Kindle!

Capa de crochê para Kindle